A SABEDORIA DO PRÍNCIPE

R a sabedoria do príncipe A SABEDORIA DO PRÍNCIPE

Um bondoso rei, certa vez, viu-se em apuros, porque a horrenda e perversa bruxa da floresta havia feito desaparecer as cores do seu reino. Contudo, o que mais preocupava o rei não era tanto a ausência de cores, e sim o que o seu amado filho teria que fazer para trazê-las de volta: casar-se com a tal bruxa.

O rei, com o coração apertado, foi procurar o príncipe para falar-lhe sobre o enorme sacrifício que dele era esperado. Para espanto do rei, o príncipe não se aborreceu, e disse calmamente:

– Nosso povo não pode viver sem a alegria das cores; portanto, diga à adorável bruxinha que, se ela conseguir atender a dois pedidos meus, prometo casar-me com ela. Mas diga-lhe também que ficarei livre do compromisso, se sua magia não for boa o bastante para satisfazê-los; e, mesmo sem casamento, ela terá que devolver as cores.

Quando a bruxa tomou conhecimento de que bastaria realizar dois desejos do príncipe para tê-lo como esposo; sem pensar duas vezes, apanhou sua vassoura e voou até o palácio.

Amistosamente recebida pelo príncipe, a bruxa ouvia com atenção o seu primeiro pedido:

– Como sempre sonhei em me casar com uma bela princesa, gostaria que seu feitiço fosse bom o suficiente para transformar você na mais formosa princesa que já habitou este planeta.

A bruxa resmungou:

– Não poderia pedir que eu me transformasse em outra coisa?!… Princesas são feias e malcheirosas!… Está bem! Pare de olhar para mim com esse ar de vitória, porque não irá conseguir escapar desta vez!

E a bruxa, depois de provocar um enorme estouro que a cobriu de fumaça, transformou-se na mais bela princesa que o príncipe tivera a honra de conhecer.

Entretanto, havia muita maldade em seus olhos; e o príncipe, para corrigir isso, fez o segundo pedido:

– Beleza só não basta; desejo que o seu coração se torne tão puro quanto o coração de uma criança.

A bruxa, contrariada, protestou:

– Isso já é demais! Peça outra coisa, qualquer coisa, menos isso!

O príncipe, pacientemente, respondeu:

– Já fiz o meu pedido. Se me ama, irá atendê-lo. A escolha é sua: é pegar ou largar.

Mal-humorada, a bruxa perguntou surpresa:

– Amá-lo?!… Está pedindo que eu lhe prove o meu amor?!…

O príncipe respondeu com outra pergunta:

– Se você não me ama, por que deseja casar-se comigo?

A bruxa, confusa, ficou sem resposta. E, depois de um mal-humorado “Está certo!”, provocou um novo estrondo que colocou um fim em sua maldade.

O príncipe, satisfeito com a prova de amor que a “ex-bruxa” lhe dera,
apaixonou-se pela “formosa princesa”, e cumpriu sua promessa de se casar.

Quando as cores voltaram ao reino do bondoso rei, estavam mais vivas e brilhantes do que nunca.

FIM

Sisi Marques

Esta história foi publicada originalmente no Blog Respirar Histórias, na categoria HISTÓRIAS COMPLETAS.

 

Sobre Sisi Marques

Sou apaixonada pelos personagens e pelas histórias que povoam a minha imaginação. Amo escrever, porque é através da escrita que consigo registrar os momentos maravilhosos que essas realidades mágicas me proporcionam.
Esta entrada foi publicada em SISI MARQUES e CAETANO, um de seus personagens. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta a A SABEDORIA DO PRÍNCIPE

  1. Lucia disse:

    Excelente!!! Amei!!! Sisi, vc é demais!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>