FLORÊNCIO (Capítulo XVII)

Eliel e Cibele pareciam alheios ao que se passava ao redor. Eliel, atraído pelo carinho no olhar de Cibele, aproximou-se e beijou-a. Entregando-se àquele abraço que tanto ansiara por receber, ela perguntou:

– O que aconteceu ontem à noite?!… Por que você me empurrou para o amor de Tadeu?!…

Em vez de responder, Eliel endereçou-lhe a pergunta:

– Qual é o valor de um beijo? Uma vez você me perguntou qual era o sabor de um beijo; agora, eu lhe pergunto: que valor um beijo tem para você?

Cibele exclamou:

– Jamais conseguiremos nos entender porque tudo se resume no seu ciúme! Você não confia no meu amor! Espera que eu mate a espontaneidade, que existe em mim, em relação a Tadeu. Eu só o beijo quando estou muito feliz ou muito emocionada.

Eliel explicou:

– Não se trata apenas do meu ciúme e sim da sua felicidade. Eu preciso acreditar que você está ao meu lado porque me ama e não porque assumimos um compromisso. Eu não me considero com mais direito ao seu amor do que Tadeu. Se você o ama, se é com ele que deseja compartilhar a sua vida, eu a liberto do nosso compromisso para que você possa ser feliz ao lado dele. Por outro lado, se é a mim que você ama, pare de brincar com o meu amor e com o meu ciúme. Eu quero os seus beijos só para mim. Eu quero ser o único a navegar na pureza dos seus olhos.

Para defender-se, Cibele declarou:

– Não houve maldade nos beijos que trocamos.

Eliel afirmou:

– Mas houve amor. Como Afrânio se sentiria se eu mergulhasse nos olhos de Anabel e a beijasse?!… Como Tadeu se sentiria se eu mergulhasse nos olhos de Lorena e a beijasse?!… Você já se perguntou como eu me sinto toda vez que você beija Tadeu?!… Você já se perguntou como Lorena se sente toda vez que você o beija?!… Eu não desejo mergulhar nos olhos de Anabel ou de Lorena e beijá-las. Mas você adora mergulhar nos olhos de Tadeu e beijá-lo! Se não é amor, o que é?… Amizade não é sinônimo de paixão. Eu não a estou afastando de mim, não estou recusando o seu amor… Estou apenas lhe dando a oportunidade de escolher entre o meu amor e o amor de Tadeu. Não precisa responder agora, você terá o tempo de que necessita para consultar o seu coração e decidir. Eu respeitarei a sua decisão.

Cibele desabafou:

– Quando você se refere a Anabel e a Lorena, que motivo teria para beijá-las?!… Não existe um vínculo de alegria e espontaneidade entre vocês. Tadeu se alegra com o meu riso e chora com as minhas lágrimas. Eu venho de uma dimensão que confunde sentimentos com fraqueza. Antes de conhecer você, até o meu olhar era calculado. Eu amava Tadeu e nunca tive a oportunidade de expressar os meus sentimentos. Eu não espero que você entenda!…

Cibele fez uma pausa. Aproveitando-se do silêncio de Eliel, ela prosseguiu:

– Há mais uma coisa que me incomoda: eu posso contar nos dedos os beijos que ofertei a Tadeu; como esses poucos beijos puderam apagar toda a história do nosso amor?!… Que valor teve o beijo que trocamos há pouco?!… A imensidão de afeto que eu lhe proporciono vira fumaça no momento em que direciono um olhar a Tadeu. A pergunta não é a quem eu dedico mais amor, porque a resposta seria óbvia. A pergunta é: quem aprecia mais o meu amor e a minha companhia? Quando Derlo percebeu que a minha mente ficava confusa em relação a você e a Tadeu, ele perguntou quem se sobressairia no meu coração. Eu pensei em dizer o seu nome, mas hesitei e acabei respondendo que não sabia. O meu amor por você é imensamente maior do que o amor que sinto por Tadeu. Em compensação, o amor dele por mim ultrapassa o seu. Tadeu nunca ameaçou afastar-se. Você, movido pelo ciúme, faz isso o tempo todo! O que o deixa inseguro não é a minha falta de amor e sim a sua falta de sensibilidade para valorizar o amor que sinto.

Cibele levantou-se e foi à cozinha. Ela parecia exausta e tencionava terminar logo sua história para voltar à árvore de Crisélia.

FIM DO 17º CAPÍTULO DA PARTE 2 (FLORÊNCIO) DE “REALIDADE MÁGICA – LIVRO 2”.
Sisi Marques
02/11/2013

NO PRÓXIMO SEGMENTO, NÃO PERCA A CONTINUAÇÃO DA PARTE 2 (FLORÊNCIO) DE “REALIDADE MÁGICA – LIVRO 2”.

Grata,
Sisi Marques

Que os seus sonhos se realizem!

Sobre Sisi Marques

Sou apaixonada pelos personagens e pelas histórias que povoam a minha imaginação. Amo escrever, porque é através da escrita que consigo registrar os momentos maravilhosos que essas realidades mágicas me proporcionam.
Esta entrada foi publicada em FLORÊNCIO (LIVRO 2 - PARTE 2). Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>