DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS (Capítulo XXXVII)

Quando Eliel e Clara atravessaram o portal no porão de Anabel, surpreenderam-se ao contemplar o estado deplorável em que Tadeu se encontrava. Para confortá-lo, Eliel exclamou:

–Não se desespere! Eu prometo trazê-la de volta.

Tadeu confessou:

– Eu me deixei enganar… Eu não desconfiei nem por um momento que o beijo foi só uma distração que ela planejou para retirar do meu bolso a chave e a esfera sem que eu percebesse.

Clara disse:

– Não se culpe, porque foi ela quem conseguiu nos libertar.

Eliel endereçou um último olhar a Clara e a Tadeu antes de passar novamente pela abertura no piso e começar a descer a escada. Tadeu abaixou o alçapão e Eliel girou a chave para trancá-lo. Após descer a escada, ele atravessou o longo corredor que terminava em uma nova escada que conduzia ao segundo portal que permitia o acesso à floresta. O trajeto parecia interminável e Eliel, depois de trancar a passagem, girou seu anel para voltar à casa de Florêncio. Entretanto, só o que conseguiu foi decepcionar-se profundamente. Ele retornou e, após confessar a Tadeu a sua revolta e a sua impotência frente à astúcia de Florêncio, enfurnou-se em sua árvore.

Sisi Marques
05/07/2014

NO PRÓXIMO SEGMENTO, NÃO PERCA A CONTINUAÇÃO DA PARTE 4 (DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS) DE “REALIDADE MÁGICA – LIVRO 2”.

Grata,

b carimbo 1

placa 3

Sobre Sisi Marques

Sou apaixonada pelos personagens e pelas histórias que povoam a minha imaginação. Amo escrever, porque é através da escrita que consigo registrar os momentos maravilhosos que essas realidades mágicas me proporcionam.
Esta entrada foi publicada em DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS (LIVRO 2 - PARTE 4). Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>