DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS (Capítulo XXVI)

Aquele jantar parecia interminável. Cibele, alegando cansaço, foi a primeira a recolher-se. Tão logo ela se foi, Florêncio, após atirar mais alguns dardos de sarcasmo, retirou-se também. Ao vê-lo desaparecer, Eliel disse a Tadeu:

– Precisamos conversar. Por que não vamos até o rio?

Eliel e Tadeu afastaram-se do castelo e caminharam até a margem do rio. O falso Tadeu comentou:

– Já estamos a uma distância segura e podemos falar abertamente. Está na hora de abandonarmos os nossos disfarces; cansei de ser você e quero voltar a ser eu mesmo.

O falso Eliel respondeu:

– Concordo plenamente. Além disso, se não desfizermos a troca, ficaremos em sérios apuros porque a magia de Ermínio conseguirá estender-se apenas por algumas horas.

Eliel, abrindo mão de seu disfarce, comentou:

– No início, não foi nada fácil enganar Cibele e passar-me por você. Ela insistia em dizer que não conseguiríamos fazer a travessia.

O verdadeiro Tadeu confidenciou:

– Para mim, a situação foi ainda mais complicada porque precisei esconder-me na árvore de Crisélia para evitar que Florêncio descobrisse que havia dois de mim. Depois que Crisélia levou Clara à árvore para que ela se inteirasse dos fatos e parasse de chorar, ela decidiu falar com Ermínio para descobrir se ele poderia nos ajudar de alguma forma. Ele sugeriu que eu reforçasse o seu disfarce assumindo a sua aparência e usasse a chave para vir encontrá-los. Ele se prontificou a conseguir a autorização para retirar a ampulheta do Coração das Fontes da Juventude. Agora só falta obtermos uma amostra da energia de Florêncio. A propósito, por que Cibele não está mais usando o bracelete?

Eliel, com o rosto iluminado pela paixão, comentou:

– Todas as vezes que ela me beijou, era você quem ela imaginava estar beijando. Para tornar a situação ainda mais delicada, Florêncio se atreveu a beijá-la e, consequentemente, a cor no bracelete se alterou, e ela ficou transtornada. Quando descemos ao porão para esconder o bracelete e também para que ela trancasse a minha cela, ela ainda estava muito abalada com aquele beijo, e eu a beijei para ajudá-la a esquecer. Foi aí que eu cometi o maior erro de toda a minha existência: eu amei Cibele deixando-a acreditar que era você quem estava ao lado dela.

Abanando a cabeça em sinal de reprovação, Tadeu disse indignado:

– Você não tinha o direito de se aproximar de Cibele fazendo-se passar por mim.

Eliel exclamou:

– Não foi nada premeditado!… Simplesmente aconteceu!… Eu só queria poder estar junto dela e apagar, de seu coração, a lembrança daquele beijo que a atormentava. Foi um momento inesquecível e talvez o último de nossas vidas. Eu fui um tolo ao cometer esse desvario. O que importa não é o que aconteceu, mas o que ela pensa ter acontecido. Cibele acredita ter tido a coragem de assumir o amor que sente por você. Eu receio que ela esteja inclinada a desistir do meu amor para viver ao seu lado.

Tadeu afirmou:

– Assim que você explicar a situação a Cibele, tudo ficará esclarecido. A propósito, é bom que você faça isso logo, porque ela rompeu comigo minutos depois da minha chegada.

Eliel disse:

– Esse rompimento não teve nada a ver com você. Ela pensa que deixou de me amar e talvez isso seja mesmo verdade. Eu lamento não ter a sua presença de espírito. Preciso me afastar de Cibele imediatamente. Amanhã mesmo eu voltarei à nossa dimensão para levar o bracelete a Afrânio. Se Ermínio tiver conseguido a autorização para usarmos a ampulheta contra Florêncio, Derlo também virá em nosso auxílio. A barreira entre você e Cibele não existe mais. Você só precisa ter um pouco de paciência para evitar que a sua precipitação resulte na aproximação de Florêncio. Eu ainda não consegui perdoar a minha covardia. Eu presenciei o momento em que ele a beijou e eu não fiz absolutamente nada para impedi-lo. O quanto antes sairmos daqui melhor. Não podemos desperdiçar um minuto sequer.

FIM DO 26º CAPÍTULO DA PARTE 4 (DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS) DE “REALIDADE MÁGICA – LIVRO 2”.

Sisi Marques
26/03/2014

NO PRÓXIMO SEGMENTO, NÃO PERCA A CONTINUAÇÃO DA PARTE 4 (DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS) DE “REALIDADE MÁGICA – LIVRO 2”.

Grata,

b carimbo 1

Que os seus sonhos se realizem!

Sobre Sisi Marques

Sou apaixonada pelos personagens e pelas histórias que povoam a minha imaginação. Amo escrever, porque é através da escrita que consigo registrar os momentos maravilhosos que essas realidades mágicas me proporcionam.
Esta entrada foi publicada em DE VOLTA À DIMENSÃO DAS BRUXAS (LIVRO 2 - PARTE 4). Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>